Dia Mundial do Compositor Musical – 15 de janeiro

O Dia Mundial do Compositor surgiu pela primeira vez no México, em 15 de janeiro de 1945, como uma comemoração da fundação da Sociedade de Autores e Compositores do México (SACM). No entanto, esta data só é oficialmente celebrada no mundo a partir de 1983. (Gaspar, 2019)

A música é uma das formas de arte que mais apelam ao sentimento, às emoções, ao sensorial. Como configuração artística, a música torna-se, então, numa expressão poderosa da opinião ou da sensação que o seu criador deseja perpassar. Este criador/compositor, que junta notas musicais, convertendo-as em significado, acaba por ser muito generoso, pois logo na primeira partilha da sua obra permite que cada um dos ouvintes se aproprie da sua melodia, transpondo-a para o seu contexto, o seu real, o seu eu. O compositor cria pedaços de vida, reinventa-a, molda-a e torna-a perene nos seus constantes movimentos, ad libitum. O ato da criação é, por si só, nobre, mas a produção musical convoca, a um tempo, competências múltiplas, temperamento de emoções e coordenação de estruturas, ritmo, harmonias e muita paixão. (Soares, 2015)

Na comemoração de 2021 do Dia Mundial do Compositor, destacamos dois compositores poveiros do Séc. XX – Arnaldo Moreira (1879-1962) e Josué Trocado (1882-1962):

Arnaldo Moreira nasceu na Vila de Rates (1879-1962). Foi ordenado sacerdote (1903) e sempre manteve uma relação muito estreita com conceituados músicos e artistas da época que o reconheciam como «O Músico» (…) No seu vasto espólio musical encontram-se (…) partituras com construção vocal, solística ou polifónica (…) com acompanhamento de harmónio/órgão ou quarteto de cordas, ao qual também adicionava flauta ou um conjunto de sopros mais alargado. (Carriço, 2019)

Josué Trocado (1882-1962) é natural da Póvoa de Varzim e foi no seio familiar que iniciou o estudo de piano. Dedicou-se ao ensino secundário, tendo sido professor do Liceu de Santarém, do Colégio Povoense, e Professor Metodólogo de Canto Coral no Liceu Central de Pedro Nunes em Lisboa, depois de ter sido o principal autor da reforma do ensino de Canto Coral do ministro Cordeiro Ramos. (Barbosa, 1963) Como compositor foi prolífero na escrita musical, abarcando diferentes temáticas e diversos contextos instrumentais e vocais, tendo deixado um vasto espólio. (Carriço, 2019)

Ref. Bibliográficas:

Barbosa, J. (1963). Josué Francisco Trocado. Obtido em 13 de jan. de 2021, de A Póvoa de Varzim – Repositório Digital
Blum, S. (1984). Composition. In S. Sadie (Ed.), The New Grove Dictionary Of Music And Musicians. London: Macmillan Press.
Carriço, J. (2019). A Música Sacra na vivência Poveira [na 1.ª metade do séc. XX]. Póvoa de Varzim.
Gaspar, J. (2019). 15 janeiro – Dia Mundial do Compositor Musical. Obtido em 13 de jan. de 2021, de NTR – Network Radio
Salão Musical Lisboa. (2018). Dia Mundial do Compositor. Obtido em 13 de jan. de 2021, de Salão Musical Lisboa
Soares, R. (2015). Dia Mundial do Compositor. Obtido em 13 de jan. de 2021, de Porto Editora – Espaço Professor

Sobre APMPV

A Associação Pró-Música da Póvoa de Varzim, foi criada a 24 de janeiro de 2003, numa parceria da Câmara Municipal com a Banda Musical da Póvoa de Varzim, que passou a gerir, para além do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV) e da Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim / Quarteto Verazin (desde 2007), a Escola de Música da Póvoa de Varzim (EMPV), desde então assim designada.
Esta entrada foi publicada em Institucional, Novidades. ligação permanente.